Search
  • Layup
  • Informação de bandeja sobre a NBA
Search Menu

Knicks contrata Michael Beasley por uma temporada

Michael Beasley defendeu o Milwaukee Bucks na temporada passada (Imagem: Stacy Revere/Getty Images)

Michael Beasley defendeu o Milwaukee Bucks na temporada passada (Imagem: Stacy Revere/Getty Images)

O New York Knicks acertou a contratação de Michael Beasley para a temporada 2017-18 por cerca de US$ 2,1 milhões. O ala-pivô de 28 anos de idade atuará pela sexta franquia diferente desde quando foi selecionado pelo Miami Heat na segunda escolha do Draft 2008.




Enfim, Knicks fecha um contrato coerente

Depois de ver o New York Knicks pagar US$ 71 milhões para Tim Hardaway Jr. e quase US$ 9 milhões para Ron Baker, os torcedores da franquia podem ter algum motivo de esperança.

Não, Michael Beasley certamente não resolverá os muitos problemas do Knicks. Mas os termos da sua contratação indicam raros sinais de coerência sendo emanados de Manhattan, o que na atual conjuntura já vale uma tímida comemoração.

Beasley está longe de ser um bom defensor e já teve muitos problemas fora das quadras, mas é um pontuador nato e será útil na rotação do Knicks. Em 2016-17, disputando 56 partidas com a camisa do Milwaukee Bucks, teve média de 9,4 pontos em 16,7 minutos por partida com aproveitamento de 53,2% nos arremessos de quadra (FG 216/406) e 41,9% nos 3 pontos (3P 18/43).

Além do salário oferecido a ele ser compatível com sua produção dentro de quadra, o contrato com duração de apenas um ano não compromete o orçamento das próximas temporadas, já bastante consumido pelos salários de Joakim Noah, Courtney Lee e Tim Hardaway Jr.

Beasley recusou proposta chinesa

Em 2015-16 Beasley foi um verdadeiro monstro atuando na liga chinesa pelo Shandong Golden Stars. Teve médias de 31,9 pontos e 13,4 rebotes, sendo eleito o MVP estrangeiro daquela temporada.

Em julho a equipe fez uma proposta financeiramente muito interessante para levar o jogador de volta à China: US$ 15 milhões por três temporadas, um salário anual consideravelmente maior do que o US$ 1,4 milhão pago pelo Bucks em 2016-17.

Mas Beasley preferiu receber menos no Knicks e seguir na NBA, onde nunca conseguiu corresponder às expectativas nele depositadas no início da carreira. Se continuar provando sua utilidade como jogador de rotação talvez consiga garimpar um contrato mais longo em 2018.

Matérias relacionadas

Na metade da temporada, Knicks é o time com maior ... Porzingis e Melo fizeram a diferença para o Knicks na 1ª metade da temporada Disputadas 614 partidas, praticamente a metade das 1.230 que compõem a ...
Sumiço de Derrick Rose ofusca performance históric... Derrick Rose desapareceu, literalmente, mas Anthony Davis não fugiu da raia: 40 pontos e 18 rebotes em 28 minutos (imagem : Nathaniel S. Butler / Get...
Playoffs 2018 serão os primeiros desde 1976 sem ti... Nenhum dos times de Los Angeles e Nova Iorque participarão dos Playoffs 2018 Com a derrota do Los Angeles Clippers para o Denver Nuggets por 134 a...
Kristaps Porzingis retorna a Nova Iorque, mas aind... Kristaps Porzingis (Imagem: reprodução YouTube) Depois de um longo período de reabilitação na Europa, Kristaps Porzingis está de volta a Nova Iorq...