Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

Westbrook ajusta seu jogo, faz história mais uma vez e Thunder bate Rockets

Patrick Beverley tenta roubar a bola de Russell Westbrook (Imagem: J Pat Carter / Getty Images)

Patrick Beverley tenta roubar a bola de Russell Westbrook (Imagem: J Pat Carter / Getty Images)

Para Russell Westbrook e a maioria dos jogadores de elite da NBA é mais importante vencer do que ser o herói da partida. Mas da maneira como o elenco do Oklahoma City Thunder está configurado nesta temporada, as duas coisas sempre acabam andando junto. Depois de desperdiçar inúmeras posses de bola em arremessos forçados no jogo anterior, especialmente no 4º período, Westbrook entrou em quadra com outra “programação” e levou o Thunder à vitória realizando mais um feito histórico na NBA.

Menos arremessos, mais eficiência

No jogo 2, vencido pelo Houston Rockets no Texas, Russell Westbrook executou 43 arremessos de quadra, 11 deles de fora do perímetro e com baixíssimo aproveitamento (3P 18,2%). O armador quebrou mais um recorde ao anotar um triplo-duplo com 51 pontos nos playoffs, mas saiu de quadra derrotado.




Desta vez também teve triplo-duplo e feito histórico de Westbrook, mas com muito menos arremessos e vitória do Oklahoma City Thunder.

O candidato a MVP executou somente um arremesso de 3 pontos em toda a partida (não convertido) e fez 24 arremessos de quadra no total, com aproveitamento superior ao registrado naquela oportunidade (45,8% contra 39,5%).

Westbrook iguala Oscar Robertson

Com 32 pontos, 13 rebotes e 11 assistências, Russell Westbrook anotou o segundo triplo-duplo com pelo menos 30 pontos marcados em duas partidas consecutivas de playoffs.

Ele e Oscar Robertson, em 1963, são os únicos jogadores na história da NBA a realizarem este feito, sendo que o armador do Thunder terá a possibilidade de superar Big O no jogo 4.

Harden brilhou, mas Rockets amassou o aro nos 3 pontos

O outro principal candidato ao prêmio de MVP, James Harden, colocou em seu currículo mais uma partida fora de série: 44 pontos (FG 11/21), 6 rebotes, 6 assistências e um bloqueio. Mas a exemplo de quase todo elenco do Houston Rockets, teve baixo aproveitamento nos chutes de fora do perímetro, parte importantíssima do plano de jogo do técnico Mike D’Antoni.

O visitante executou 35 arremessos da linha de 3 pontos, convertendo somente 10 vezes (28,6%). A exceção ficou por conta de Lou Williams (3P 3/4), que pela segunda partida consecutiva quebrou seu recorde pessoal em partidas de playoffs ao marcar 22 pontos.

A boa notícia para o Rockets é que Ryan Anderson “chegou” aos playoffs. Após performances apagadíssimas nos jogos 1 e 2, o ala-pivô marcou 18 pontos com 57,1% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Westbrook x Harden

Tapinha salvador de Adams

Quando a partida entrou no último minuto o placar era de 111 a 111 e o pivô Steven Adams tinha marcado apenas 2 pontos. Depois de Westbrook ter feito o seu único arremesso de 3 pontos em toda a partida, Adams estava embaixo da cesta adversária para colocar a bola dentro da cesta e o Thunder na liderança do placar.

Agora o Thunder já não corre mais o risco de ser varrido e, se conseguir confirmar seu mando de quadra no jogo 4 (amanhã, 16:30, SporTV), empatará a série em 2 a 2.

Houston Rockets 2 x 1 Oklahoma City Thunder

error: Se quiser utilizar este conteúdo por favor entre em contato.