Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

Raptors perde para Cavs em Toronto e fica a um passo da eliminação

P.J. Tucker marca LeBron James, autor de 35 pontos do Cavs (Imagem: Mark Blinch / Getty Images)

P.J. Tucker marca LeBron James, autor de 35 pontos do Cavs (Imagem: Mark Blinch / Getty Images)

A esperança de que jogar diante de sua torcida pudesse mudar a história do Toronto Raptors na série, como ocorreu em 2016, caiu por terra. Ou melhor, se espatifou completamente. O Cleveland Cavaliers teve um pouco de trabalho para assumir o controle da partida, mas o fez com autoridade no último período e saiu de quadra com a segunda vitória consecutiva por diferença superior a 20 pontos (115 a 94) e a terceira em três partidas.




Reservas e rebotes pesaram a favor do Cavs

Apenas Kevin Love (16 pts, 13 reb) e Tristan Thompson (9 pts, 12 reb) pegaram juntos os mesmos 25 rebotes que todo o elenco do Toronto Raptors. A franquia canadense teve desempenho particularmente ruim na tábua adversária. Segundo o Basketball Reference, foi a terceira vez desde 1984 que um time conquistou somente um rebote ofensivo numa partida da pós-temporada.

Todo o esforço que o Cleveland Cavaliers fez para reforçar seu elenco está sendo recompensado. Os reservas do visitante marcaram 30 pontos, com destaque para Kyle Korver (14 pts • 3P 4/6). Enquanto isso, todos os reservas do Raptors somaram juntos somente nove pontos ao placar.

Lowry fez muita falta ao Raptors

Impedido de atuar por causa de uma torção no tornozelo, Kyle Lowry foi substituído no quinteto titular do Raptors por Cory Joseph. Não faltou empenho ao armador, autor de três rebotes, seis assistências, um roubo de bola e um bloqueio.

Mas no quesito pontaria seu desempenho foi lastimável: quatro pontos, com míseros 16,7% de aproveitamento nos arremessos de quadra (FG 2/12).

Jonas Valanciunas foi um oásis de eficiência no elenco do Raptors. O pivô marcou 19 pontos (FG 80%) e pegou 8 rebotes, ao contrário dos titulares Norman Powell (13 pts) e Serge Ibaka (12 pts), que tiveram aproveitamento sensivelmente inferior a 50% nos  arremessos de quadra (31,6% e 42,9%, respectivamente).

LeBron x DeRozan

Depois de marcar somente cinco pontos no jogo 2, DeMar DeRozan registrou a maior pontuação de sua carreira em playoffs. O ala-armador teve 52,2% de aproveitamento nos arremessos de quadra, marcou 37 pontos e não cometeu nenhum turnover.

Mas do outro lado havia um certo jogador chamado LeBron James, que provavelmente está jogando seu melhor basquete desde quando ingressou na NBA, em 2003. Ao contrário de DeRozan, LeBron cometeu cinco turnovers, mas marcou 35 pontos (FG 9/16 • 56,3%), pegou oito rebotes e fez sete assistências.

Um grande diferencial em sua performance que não aparece nos melhores momentos foi o aproveitamento nos lances livres. LeBron tinha cobrado 67 lances livres e convertido apenas 44 nas partidas anteriores desta edição dos playoffs (FT 65,7%), mas neste jogo 3 desperdiçou somente um dos 16 lances livres cobrados (FT 93,8%).

#DATAHORATVVISITANTEPTSPTSMANDANTEOT
11/520:00SporTVToronto Raptors (0)105116Cleveland Cavaliers (1)--
23/520:00ESPNToronto Raptors (0)103125Cleveland Cavaliers (2)--
35/520:00ESPNCleveland Cavaliers (3)11594Toronto Raptors (0)--
47/516:30SporTVCleveland Cavaliers (4)109102Toronto Raptors (0)--
Cleveland Cavaliers 3 x 0 Toronto Raptors
error: Se quiser utilizar este conteúdo por favor entre em contato.