Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

Phoenix Suns

Phoenix Suns

Phoenix Suns

O Phoenix Suns integra a Divisão do Pacífico da Conferência Oeste da NBA. Criada em 1968 na capital do estado do Arizona, a franquia foi duas vezes vice-campeã da NBA, seis vezes campeã de sua divisão e em três oportunidades terminou a temporada regular em primeiro lugar na Conferência Oeste (1980-81 • 1992-93 • 2004-05). O Phoenix Suns é frequentemente lembrado como o time onde atuaram três dos maiores armadores na história da liga (Kevin Johnson, Steve Nash e Jason Kidd). A franquia tem passado por um franco processo de reconstrução do elenco nas últimas temporadas objetivando a volta aos playoffs, fase do campeonato não frequentada desde 2010.

Origens

O Phoenix Suns foi fundado em 1968 e ingressou na NBA no mesmo ano, juntamente com o Milwaukee Bucks, durante o quarto programa de expansão promovido pela NBA, que fez a liga passar a ter 14 franquias. Pela primeira vez a cidade de Phoenix teria uma equipe participando de uma das quatro principais ligas profissionais dos EUA, o que despertou grande interesse da população.




O nome da equipe foi escolhido em um concurso promovido em janeiro de 1968 pelos proprietários da franquia que estava prestes a fazer sua estreia. Aproximadamente 28 mil pessoas participaram do concurso enviando sugestões de nomes, alguns bastante inusitados, como Prickly Pears (Figos) e Merry Men (Homens Alegres). Selinda King foi uma das pessoas que sugeriu o nome Suns (sóis; plural de sol), escolhido pelo então general manager Jerry Colangelo, e foi premiada com US$ 1 mil e ingressos para toda temporada.

A escolha é uma referência simples e certeira ao estado do Arizona, do qual a cidade de Phoenix é capital, conhecido pelo seu clima seco e ensolarado.

voltar ao topo da página ↑

Localização do Phoenix Suns

Contrariando as previsões pessimistas de que uma franquia em Phoenix não teria sucesso pelo fato da cidade ser relativamente pequena e distante das principais metrópoles norte-americanas, a franquia está sediada na capital do estado do Arizona desde sua fundação, em 1968. Nesses quase 50 anos de existência, o Suns testemunhou a cidade de Phoenix triplicar sua população, tornando-se a sexta maior do país, ao contrário de cidades como Detroit, que “encolheu” significativamente nos últimos anos. O Phoenix Suns manda suas partidas na Talking Stick Resort Arena (201 East Jefferson • Phoenix, Arizona • 85004), inaugurada em 1992 com capacidade para 18,055 torcedores.

Phoenix, Arizona, EUA

Phoenix, Arizona, EUA

voltar ao topo da página ↑

Recordes do Phoenix Suns

Raio-X da franquia

Raio-X 
Temporadas na NBA49
Participações nos playoffs29
Títulos da NBA0
Títulos de Conferência2
1ª colocação na Conferência3
1ª colocação na Divisão6
Vitórias/derrotas na temporada regular2.146/1.824 (54,1%)

Maiores sequências na temporada regular

SequênciaPartidasTemporada
Vitórias172006-07
Derrotas141995-96/1996-97

Melhor e pior campanha na temporada regular

TemporadaCampanha%Pós-temporada
1992-93 • 2004-0562-2075,6Vice-camp. • Vice-camp. da Conf. Oeste
1968-6916-6619,5--

Duas temporadas separadas por mais de uma década, dois dos melhores elencos que o Phoenix Suns já teve e a mesma campanha: 62 vitórias e 20 derrotas.

1992-93

Na temporada 1992-93 a equipe dirigida pelo ídolo do Suns Paul Westphal reunia uma combinação de talento, experiência e juventude como poucas vezes se viu na NBA. Ao mesmo tempo que o bicampeão pelo Celtics Danny Ainge e o já “rodado” Tom Chambers pontuavam acima dos dois dígitos em quase todas partidas aos 33 anos de idade, Cedric Ceballos e Richard Dumas, aos 23 anos, faziam o mesmo. Enquanto isso, Charles Barkley (29), Kevin Johnson (26) e Dan Marjele (27) se encarregavam do resto.

O Suns terminou a temporada regular em primeiro lugar na Conferência Oeste, com a melhor campanha da liga, e chegou à final da liga pela segunda vez em sua história. Mas teve como adversário o pior pesadelo de quem pretendia ser campeão: o Chicago Bulls de Michael Jordan. Entretanto, a parada foi duríssima para o Bulls, que embora tenha vencido as duas primeiras partidas da série, foi derrotado em casa duas vezes. A série, disputada no formato 232, voltou para Phoenix com vantagem para o Bulls (3 a 2) e até o minuto final da sexta partida, quando o placar estava 98 a 94 para o Suns, parecia que o campeonato seria decidido no sétimo jogo.

Faltando seis segundos para o final da partida, a diferença havia caído para apenas dois pontos e a posse de bola era do Bulls. Enquanto todos esperavam que Jordan definisse o ataque, Phil Jackson bolou uma jogada para o armador John Paxson arremessar da linha dos três pontos absolutamente livre de marcação. Paxson, que teve aproveitamento de 46,3% em bolas de 3 pontos na temporada, converteu o arremesso, garantiu a vitória e o terceiro título do Chicago Bulls (vídeo: Juan Carlos Nieves).

Charles Barkley foi eleito o MVP da temporada (médias por partida: 25,6 pontos / 12,2 rebotes / 5,1 assistências)

2004-05

Com jogadores como Steve Nash, Amar’e Stoudemire, Shawn Marion e Joe Johnson o técnico Mike D’Antoni, de triste lembrança para torcedores do New York Knicks e do Los Angeles Lakers, conseguiu fazer o Phoenix Suns da temporada 2004-05 reproduzir a mesma campanha de 62 vitórias e 20 derrotas registrada por Paul Wetsphal. A franquia foi novamente não apenas a primeira colocada da Conferência Oeste, como de toda a NBA, mas nos playoffs não conseguiu ir tão longe quanto a equipe de Charles Barkley & Cia em 1993. O San Antonio Spurs, que viria a ser o campeão de 2005, eliminou o Suns nas finais da Conferência Oeste por 4 a 1. Apesar de quase ter sido “varrido”, o Suns deu muito trabalho ao Spurs, que venceu três das quatro partidas por placares apertados.

De consolo para os torcedores do Suns ficaram as premiações recebidas por Steve Nash (MVP • médias por partida: 15,5 pontos / 3,3 rebotes / 11,5 assistências) e Mike D’Antoni (COY – Coach of the Year).

Recordes totais

EstatísticaJogadorRecorde
PontosWalter Davis15.666
RebotesAlvan Adams6.937
AssistênciasSteve Nash6.997
Roubos de bolaAlvan Adams1.289
BloqueiosLarry Nance940
Lances livresKevin Johnson3.851
Arremessos de 3 ptsSteve Nash1.051
PartidasAlvan Adams988

Recordes – médias por partida

EstatísticaJogadorRecorde
PontosCharlie Scott24,8
RebotesPaul Silas12,1
AssistênciasJason Kidd9,7
Roubos de bolaRon Lee2,2
BloqueiosLarry Nance1,9
MinutosGail Goodrich39,9

Recordes em uma única partida

EstatísticaJogadorRecordeDataAdversário
PontosDevin Booker7024/03/2017Boston Celtics
RebotesCharles Barkley2624/03/1995Phoenix Suns
Assistências Kevin Johnson2506/04/1994San Antonio Spurs
Roubos de bolaKevin Johnson1009/12/1993Washington Bullets
BloqueiosLarry Nance • Amar'e Stoudemire1004/01/1988 • 07/02/2004Philadelphia 76es • Utah Jazz
Lances livres Kevin Johnson2309/04/1990Utah Jazz
Arremessos de 3 pts *Rex Chapman925/04/1997Seattle SuperSonics

voltar ao topo da página ↑

Ídolos e jogadores notáveis do Phoenix Suns

JogadorAltura (m)Posição#NascimentoDeAtéPontos*Rebotes*Assistências*
Dick Van Arsdale1,962522/02/19431968197717,63,63,5
Gail Goodrich1,851 e 22523/04/19431968197021,94,86,9
Connie Hawkins2,033 e 44217/07/19421969197320,59,94,3
Paul Silas2,0142912/07/19431969197214,112,13,4
Charlie Scott1,961 e 23315/12/19481972197524,84,15,3
Paul Westphal1,931 e 24430/11/19501975198020,62,25,2
Alvan Adams2,064 e 53319/07/19541975198814,17,04,1
Walter Davis1,982 e 3609/09/19541977198820,43,24,4
Truck Robinson2,0142104/10/19511979198218,19,52,1
Dennis Johnson1,931 e 22418/09/19541980198317,54,74,4
Larry Nance2,0842212/02/19591981198817,37,82,6
Jeff Hornacek1,911 e 21403/05/19631986199213,73,75,4
Dan Majerle1,982 e 3909/09/19651988/20011995/200213,54,73,1
Kevin Johnson1,85111/704/03/19661988200018,73,49,5
Tom Chambers2,0842421/06/19561988199320,66,62,3
Charles Barkley1,9843420/02/19631992199623,411,54,4
Steve Nash1,9111307/02/19741996/20041998/201214,43,19,4
Jason Kidd1,931 e 23223/03/19731997200114,46,49,7
Shawn Marion2,013 e 43107/05/19781999200818,410,02,0
Amar'e Stoudemire2,08532/116/11/19822002201021,48,91,3
* por partida, defendendo a franquia

Estatísticas obtidas no site Basketball Reference.

voltar ao topo da página ↑

Rivalidades

Los Angeles Lakers

A equipe que o Phoenix Suns mais vezes enfrentou na pós-temporada foi o Los Angeles Lakers. Foram 12 disputas de séries em playoffs, com final feliz para a franquia do Arizona em somente três ocasiões (1993, 2006 e 2007), o que torna o Lakers disparado a maior pedra no sapato do Suns.

San Antonio Spurs

Outra franquia multicampeã que também tem o hábito de complicar a vida do Phoenix Suns nos playoffs é o San Antonio Spurs. Mas, ao contrário do Lakers, os embates com a equipe texana são bem mais equilibrados: ao todo foram dez confrontos, com seis vitórias do Spurs e quatro do Suns.

voltar ao topo da página ↑

error: Se quiser utilizar este conteúdo por favor entre em contato.