Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

New Orleans Pelicans

New Orleans PelicansO New Orleans Pelicans integra a Divisão Sudoeste da Conferência Oeste da NBA. Apesar de ser a franquia mais jovem entre as 30 da liga, tem uma história bastante conturbada, com mudanças de sede causadas por decisões comerciais e até catástrofes naturais. Em suas 13 temporadas de existência, chegou aos playoffs cinco vezes e foi campeão de sua divisão na temporada 2007-08. O jovem ala-pivô Anthony Davis é a principal esperança de que o New Orleans Pelicans consiga ocupar um lugar de maior destaque na conferência que há muitos anos é a mais competitiva da NBA.

Origens

A história do New Orleans Pelicans está umbilicalmente relacionada com a de outra franquia, o Charlotte Hornets. O Hornets fez parte do nono programa de expansões da NBA, realizado em 1988. Criada na cidade que batizava a franquia, no estado de North Carolina, transferiu-se para New Orleans em 2002 depois de enfrentar uma crise de popularidade na sua sede original, onde não obteve bons resultados dentro de quadra. A cidade de New Orleans, no sul do estado de Louisiana, já havia sido a casa de outra franquia da NBA, o New Orleans Jazz, atual Utah Jazz, equipe contra a qual o Hornets estreou em sua nova casa.

Em 2004 a NBA autorizou o ingresso na liga do Charlotte Bobcats, uma nova franquia com sede na mesma cidade abandonada pelo Hornets dois anos antes.

O furacão Katrina, que levou morte, destruição e inundações de gigantescas proporções a diversos estados da região sul dos EUA em agosto de 2005, à vésperas da temporada 2005-06, impediu que o New Orleans Pelicans pudesse mandar suas partidas na New Orleans Arena (atual Smoothie King Center). Por conta disso, a franquia foi realocada durante duas temporadas em Oklahoma City, que na época não contava com nenhuma franquia da NBA e tinha a Ford Arena (atual Chesapeake Energy Arena) com todas as condições necessárias para abrigar partidas da liga. Assim, durante os anos de 2005 a 2007, a franquia adotou o nome New Orleans/Oklahoma City Hornets.

Em 2007 a franquia retornou para Louisiana e voltou a usar o nome New Orleans Hornets, deixando em Oklahoma City dezenas e milhares de fãs ávidos por mais basquete. O sucesso de público do Hornets na sua casa temporária acabou determinando a mudança do Seattle Supersonics para o estado de Oklahoma, que em 2008 tornou-se o Oklahoma City Thunder.

O último capítulo dessa história começou a ser escrito em 2012, quando a franquia de New Orleans decidiu abandonar o nome Hornets, que não tinha nenhuma relação com a cidade. A partir da temporada 2013-14 a equipe passou a se chamar New Orleans Pelicans, já que o pelicano é o animal que simboliza o estado de Louisiana. Ao saber que o nome Hornets estava “vago” a franquia de Charlotte decidiu abandonar o nome Bobcats, que nunca foi bem recebido pela população local, e a partir da temporada 2014-15 passou a se chamar Charlotte Hornets.

Essa mudança ocorreu de comum acordo com as duas franquias e a chancela da NBA, pois significou muito mais do que a simples adoção de outro nome, fato relativamente comum na liga. Para evitar que na história da NBA existissem duas franquias com o mesmo nome e a mesma sede, mas sem nenhuma relação entre si, o passado foi reescrito. O fato de nenhuma das franquias ter conquistado título algum certamente contribuiu bastante para que as partes não tivessem maiores objeções ao acordo proposto. Chegou-se ao seguinte consenso, para efeitos de histórico de partidas, estatísticas, recordes de jogadores etc:

  • A franquia fundada como Charlotte Hornets em 1988 e a franquia fundada em 2004 como Charlotte Bobcats, atual Charlotte Hornets, passaram a ser consideradas a mesma.
  • A temporada 2002-2003 passou a ser considerada a primeira da franquia hoje conhecida como New Orleans Pelicans. Considera-se, portanto, que a franquia nasceu quando se instalou no estado de Louisiana, como se em 2002 tivesse ocorrido a última expansão da NBA.

Isso significa, por exemplo, que o ala-armador Dell Curry, que defendeu o Charlotte Hornets entre 1988 e 1998, é considerado o maior cestinha da franquia criada em 2004 com 9.839 pontos. Também significa que na história do Charlotte Hornets existe um hiato de dois anos que coincide com o período entre a mudança do Charlotte Hornets de North Carolina para Louisiana, em 2002, e a criação Charlotte Bobcats, em 2004.

voltar ao topo da página ↑

Localização do New Orleans Pelicans

A franquia está localizada na cidade de New Orleans, no sul do estado de Louisiana, e manda suas partidas no Smoothie King Center (1501 Girod Street New Orleans, Louisiana 70113), inaugurado em 1999. Com 16.867 assentos, a arena do New Orleans Pelicans é a que tem menor capacidade dentre todas da NBA.

New Orleans, Louisiana, EUA

New Orleans, Louisiana, EUA

voltar ao topo da página ↑

Recordes do New Orleans Pelicans

Raio-X da franquia

Raio-X 
Temporadas na NBA13
Participações nos playoffs6
Títulos da NBA0
Títulos de Conferência0
1ª colocação na Conferência0
1ª colocação na Divisão1
Vitórias/derrotas na temporada regular498/552 (47,4%)

Maiores sequências na temporada regular

SequênciaPartidasTemporada
Vitórias10 (2)2009-10/2010-11 • 2010-11
Derrotas11 (2)2004-05 • 2012-13

Melhor e pior campanha na temporada regular

TemporadaCampanha%Pós-temporada
2007-0856-2668,3Eliminado na 2ª rodada dos playoffs
2004-0518-6422,0--

Recordes totais

EstatísticaJogadorRecorde
PontosDavid West8.690
RebotesDavid West3.853
AssistênciasChris Paul4.228
Roubos de bolaChris Paul1.010
BloqueiosAnthony Davis501
Lances livresChris Paul1.971
Arremessos de 3 ptsPeja Stojakovic553
PartidasDavid West530

Recordes – médias por partida

EstatísticaJogadorRecorde
PontosJamal Mashburn21,5
RebotesTyson Chandler11,3
AssistênciasChris Paul9,9
Roubos de bolaChris Paul2,4
BloqueiosAnthony davis2,5
MinutosJamal Mashburn40,1

Recordes em uma única partida (inclui partidas de playoffs)

EstatísticaJogadorRecordeDataAdversário
PontosJamal Mashburn5021/02/2003Memphis Grizzlies
RebotesTyson Chandler2313/02/2007Memphis Grizzlies
AssistênciasChris Paul2106/11/2007Los Angeles Lakers
Roubos de bolaChris Paul920/02/2008Dallas Mavericks
BloqueiosAnthony Davis (3)916/11/2013, 28/10/2014 e 15/03/2015Sixers, Magic e Nuggets
Lances livres Jamaal Magloire • Robin Lopez1521/03/2004 • 21/11/2012Toronto Raptors • Indiana Pacers
Arremessos de 3 ptsPeja Stojakovic1016/11/2007Los Angeles Lakers

voltar ao topo da página ↑

Ídolos e jogadores notáveis do New Orleans Pelicans

JogadorAltura (m)Posição#NascimentoDeAtéPontos*Rebotes*Assistências*
Baron Davis1,901113/04/19792002200520,24,07,0
Jamaal Magloire2,1152121/05/19782002200511,99,51,1
Jamal Mashburn2,0332429/11/19722002200421,56,15,0
David West2,053 e 43029/08/19802003201016,47,32,0
Chris Paul1,831306/05/19852005201118,74,69,9
Peja Stojakovic2,0631609/06/19772006201014,34,01,3
Tyson Chandler2,164 e 5602/10/19822006200910,211,30,9
Antony Davis2,084 e 52311/03/19932012201519,79,51,6
Jrue Holiday1,9311112/06/19902013201514,63,77,3
Tyreke Evans1,982 e 3119/09/19892013201515,65,05,9
* por partida, defendendo a franquia

Estatísticas obtidas no site Basketball Reference.

voltar ao topo da página ↑

Rivalidades

A franquia ainda não desenvolveu nenhuma rivalidade relevante na liga. Em 13 temporadas, o New Orleans Pelicans chegou à pós-temporada cinco vezes e somente disputou seis séries de playoffs, sendo eliminado em cada oportunidade por um adversário diferente. Do ponto de vista histórico, haveria espaço para o surgimento de rivalidades com o Utah Jazz e com o Charlotte Hornets, mas essa possibilidade parece improvável, ao menos por hora.

A única camisa “aposentada” pelo Pelicans até hoje foi a #7 utilizada por Pete Maravich durante a maior parte do longo período em que o ala-armador defendeu o New Orleans Jazz, atual Utah Jazz. Maravich foi homenageado em cerimônia realizada na primeira partida do Hornets (hoje Pelicans) em Louisiana, justamente contra o Utah Jazz, que teve diplomacia de sobra para “emprestar” o craque à segunda franquia sediada em New Orleans. Ou seja, o clima entre as franquias foi de camaradagem desde o início.

Já em relação ao Charlotte Hornets, diante do amplo acordo celebrado recentemente com o Pelicans que foi benéfico para ambas as franquias, também não parece haver clima algum para o desenvolvimento de rivalidade.

Do ponto de vista geográfico, é possível que com o passar dos anos nasçam rivalidades com as franquias texanas. Mas aí temos que esperar para ver.

voltar ao topo da página ↑