Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

Boston Celtics

Boston Celtics

Boston Celtics

O Boston Celtics integra a Divisão do Atlântico da Conferência Leste da NBA. Fundada em 1946, é uma das franquias mais tradicionais e a mais vitoriosa da NBA, tendo conquistado 17 títulos, o primeiro em 1957 e o mais recente em 2008. Nas décadas de 1950 e 1960, quando teve o técnico Red Auerbach e o pivô Bill Russell em quadra, viveu um período de absoluta hegemonia que dificilmente se repetirá algum dia na liga, vencendo nove campeonatos, oito de maneira consecutiva.




Origens

O Boston Celtics foi criado por Walter Brown em 1946 como uma das franquias fundadoras da BAA (Basketball Association of America), liga que deu origem à NBA. É uma das únicas franquias, ao lado somente do New York Knicks e do Golden State Warriors (originalmente Philadelphia Warriors), que fazem parte da história da NBA desde os seus primórdios, uma vez que todo o histórico de partidas, recordes, estatísticas e campeonatos da BAA foi incorporado pela NBA, ao contrário do que aconteceu com a NBL, liga da qual migraram franquias como Lakers, Pistons e Hawks.

Brown escolheu o nome Celtics, uma referência ao povo celta, para batizar sua franquia por dois motivos. Em primeiro lugar, porque os celtas habitaram, entre outras regiões, a porção de terra hoje ocupada pela Irlanda. Como muitos irlandeses imigraram para os EUA entre os séculos XVII e XIX, com grande concentração nas cidades da Costa Leste, tradição e história foram levadas em consideração para conquistar a simpatia da população local, repleta de descendentes irlandeses. Não é por acaso que a franquia adotou as cores verde e branca e pegou emprestado elementos tradicionais do folclore irlandês, como o trevo de quatro folhas e o Lucky Leprechaun.

O segundo motivo, tão ou mais relevante que o primeiro, é o fato de ter existido nas primeiras décadas do século XX um famoso time de basquete com sede em Nova Iorque chamado Celtics. O New York Celtics, que ficou mais conhecido depois de adotar o nome Original Celtics, viajava os EUA disputando partidas de exibição, como faz o Harlem Globetrotters até hoje, e participando de ligas profissionais que não vingaram. Ao usar o mesmo nome da equipe que foi fundamental para popularizar o basquete nos EUA na primeira metade do século XX, sem nenhuma relação com a franquia de Walter Brown, o Boston Celtics garantiu de cara uma boa dose de popularidade, ao menos no estado de Massachusetts.

voltar ao topo da página ↑

Localização do Boston Celtics

A franquia está sediada na cidade de Boston, no estado de Massachusetts, desde a sua fundação, sem nunca haver sofrido nenhuma mudança de nome ou cidade. As únicas alterações nos quase 70 anos de história ocorreram em relação ao local de mando de jogo, que desde 1995 é o TD Garden (100 Legends Way, Boston, MA), arena onde o Boston Bruins, equipe de hóquei no gelo que integra a NHL, também manda suas partidas.

Boston, Massachusetts, EUA

Boston, Massachusetts, EUA

voltar ao topo da página ↑

Campanhas do Boston Celtics

voltar ao topo da página ↑

Recordes do Boston Celtics

Raio-X da franquia

Raio-X 
Temporadas na NBA71
Participações nos playoffs54
Títulos da NBA17
Títulos de Conferência21
1ª colocação na Conferência15
1ª colocação na Divisão31
Vitórias/derrotas na temporada regular3.274/2.286 (58,9%)

Maiores sequências na temporada regular

SequênciaPartidasTemporadas
Vitórias192008-09
Derrotas182006-07

Melhor e pior campanha na temporada regular

TemporadaCampanha%Pós-temporada
1972-7368-1482,9Vice-campeão da Conf. Leste
1996-9715-6718,3--

Recordes totais

EstatísticaJogadorRecorde
PontosJohn Havlicek26.395
RebotesBill Russell21.620
AssistênciasBob Cousy6.945
Roubos de bolaPaul Pierce1.583
BloqueiosRobert Parish1.703
Lances livresPaul Pierce6.434
Arremessos de 3 ptsPaul Pierce1.823
PartidasJohn Havlicek1.270

Recordes – médias por partida

EstatísticaJogadorRecorde
PontosIsaiah Thomas24,7
RebotesBill Russell22,5
AssistênciasRajon Rondo8,5
Roubos de bolaRajon Rondo1,9
BloqueiosKevin McHale1,7
MinutosBill Russell42,3

Recordes em uma única partida

EstatísticaJogadorRecordeDataAdversário
PontosLarry Bird6013/03/1985Atlanta Hawks
RebotesRobert Parish (2)2508/03/1986 e 09/01/1987Washington Bullets e Sacramento Kings
AssistênciasRajon Rondo2429/10/2010New York Knicks
Roubos de bolaPaul Pierce903/12/1999Miami Heat
BloqueiosKevin McHale909/01/1987Sacramento Kings
Lances livresPaul Pierce2119/04/2003Indiana Pacers
Arremessos de 3 ptsAntoine Walker (2) • Isaiah Thomas917/01/2001 e 09/11/2002 • 30/12/2016Sacramento Kings e Minnesota Timberwolves • Miami Heat

voltar ao topo da página ↑

Ídolos e jogadores notáveis do Boston Celtics

* por partida / ** defendendo o Boston Celtics

voltar ao topo da página ↑

Rivalidades

Los Angeles Lakers

Grandes equipes costumam ter muitos rivais e com o Boston Celtics não é diferente. Mas dentre todas as franquias que já atravessaram o caminho do Celtics, sem dúvida o Los Angeles Lakers é o adversário preferido. Das 21 finais disputadas, em nada menos do que 12 oportunidades o Celtics teve o time de roxo e dourado pela frente. O saldo destes confrontos decisivos? Vantagem esmagadora de Boston: nove títulos contra apenas três do Lakers. Outro número que acirra a rivalidade entre as duas franquias é que o time de Los Angeles detém 16 títulos da NBA, apenas um a menos do que o a equipe de Massachusetts. Em compensação, a franquia da California pode se vangloriar de ser a única equipe que já foi campeã nos domínios do Boston Celtics, em 1985.

Atlanta Hawks

Outra rivalidade na qual o Boston Celtics sai com larga vantagem é com o Atlanta Hawks, fora e dentro da quadra. Fora da quadra, por conta dos “chapéus” que deu no Hawks ao tirar do rival dois dos maiores jogadores que já atuaram na NBA: Bob Cousy e Bill Russell. Aliás, Red Auerbach, o técnico que construiu a equipe mais vitoriosa da história da liga, também é um “dissidente” da franquia do Atlanta Hawks.

Dentro da quadra, o início da rivalidade entre as equipes também remonta aos anos 1950, quando St. Louis Hawks e Boston Celtics disputavam divisões diferentes (ainda não havia conferências na estrutura da liga) e se enfrentaram em quatro finais de campeonato entre 1957 e 1961, das quais o Hawks venceu apenas uma (1957-58). Quando a NBA foi reestruturada na temporada 1970-71 e adotou o padrão atual (conferências Leste e Oeste, cada uma com suas respectivas divisões), Celtics e Hawks passaram a se enfrentar nos playoffs na luta pelo título da Conferência Leste. E em todas as sete oportunidades em que este confronto ocorreu o Boston Celtics saiu vitorioso. Destaque para a sétima partida da semifinal da Conferência Leste da temporada 1987-88 em que as duas estrelas de ambos os times, Larry Bird e Dominique Wilkins, tiveram performances incríveis, mas, como sempre, deu Boston: 118 a 116.

New York Knicks

New York KnicksBoston Celtics e Golden State Warriors são consideradas por muitos as três franquias mais tradicionais da NBA, pois são as únicas em atividade que fizeram parte da temporada 1946-47 da BAA, a primeira da liga que deu origem à NBA. Mas como o Knicks e o Celtics nunca sofreram nenhum tipo de mudança, seja de nome ou de sede, ao contrário do Warriors, as duas franquias de certa forma se consideram o primeiro e último refúgio da tradição do basquete norte-americano. Isso já seria suficiente para justificar a rivalidade que existe entre as equipes, mas ainda há outros ingredientes.

Knicks e Boston sempre disputaram a mesma divisão e a mesma conferência, o que garantiu a realização do número máximo de partidas entre as franquias na temporada regular. Como resultado, temos que o jogo mais vezes realizado em toda a história da NBA é justamente New York Knicks x Boston Celtics, com larga vantagem para a equipe de Massachusetts (281 vitórias contra apenas 178 do Knicks, até o final da temporada 2014-15).

Já na pós-temporada existe equilíbrio entre as franquias. Foram 14 séries de playoffs disputadas, com cada equipe sendo eliminada pelo adversário sete vezes, totalizando 34 vitórias do Celtics e 31 do Knicks. No último embate, nos playoffs de 2013, deu Knicks: 4 a 2.

Houston Rockets

A rivalidade entre Houston Rockets e Boston Celtics remonta aos anos 1970 e tem relação indireta com as reestruturações que a liga promoveu ao longo dos anos. Na temporada 1970-71 a NBA criou as conferências Leste e Oeste, cada qual com duas divisões. Ainda sediada em San Diego, o Rockets integrava a Divisão do Pacífico da Conferência Oeste. Mesmo na temporada 1971-72, quando a franquia já havia se instalado em Houston, o Rockets continuou fazendo parte da mesma divisão. Mas na temporada seguinte (1972-73), a transferência do Cincinnati Royals (atual Sacramento Kings) para Kansas City forçou a NBA a rearranjar as franquias nas divisões e conferências. Como resultado, o Houston Rockets passou a integrar a Divisão Central da Conferência Leste, que disputou por oito temporadas, chegando à pós-temporada em quatro oportunidades. E dessas quatro vezes em que conseguiu se classificar para os playoffs, o Rockets caiu na semifinal da Conferência Leste para o Boston Celtics, sendo derrotado por 4 a 1 na temporada 1974-75 e varrido por 4 a 0 na temporada 1979-80.

Em 1980, com a expansão que promoveu a entrada do Dallas Mavericks na NBA, novas alterações foram realizadas para melhor refletir a localização geográfica de cada franquia na estrutura da liga e no pacote de mudanças estava o retorno do Houston Rockets para a Conferência Oeste. Logo na temporada 1980-81, o Rockets de Moses Malone foi campeão da sua conferência e chegou pela primeira vez em sua história a uma final da NBA para enfrentar o… Boston Celtics. O desfecho não foi humilhante como na temporada anterior, mas deu Celtics campeão (4 a 2).

Na temporada 1985-86 o Houston Rockets das “Twin Towers” Ralph Sampson e Hakeem Olajuwon conseguiu repetir o feito: foi campeão da Conferência Oeste e chegou à sua segunda final da NBA. Sim, como você já deve imaginar, o campeão da Conferência Leste foi o Boston Celtics e, sim, o Rockets foi derrotado mais uma vez na final, novamente por 4 a 2.

Detroit Pistons

Até a década de 1980, Detroit Pistons e Boston Celtics haviam se confrontado em playoffs somente na temporada 1967-68, quando Boston eliminou o rival na semifinal da Divisão Leste (4 a 2).

Mas, justamente quando os Bad Boys começaram a colecionar inimizades de costa a costa, as equipes passaram a se enfrentar na maioria das edições dos playoffs entre as temporadas 1984-85 e 1990-91. Dos cinco confrontos neste período, o Detroit Pistons venceu três, mas foi derrotado justamente no que foi o estopim da rivalidade que persiste até hoje.

Na temporada 1986-87, Detroit Pistons e Boston Celtics chegaram à final da Conferência Leste, embate que definiria um dos finalistas da NBA. A série foi extremamente tensa, definida em sete partidas (4 a 3 para Boston), e, apesar de ótimas atuações de jogadores como Larry Bird, Isiah Thomas, Joe Dumars, Adrian Dantley, Vinnie Johnson, o que marcou o confronto foi o elevado nível de agressividade física, em grande parte desencadeado pelo “estilo de jogo” de Bill Laimbeer. No jogo #3, disputado em Detroit, Larry Bird e Bill Laimbeer foram expulsos após trocarem socos e no jogo #5, irritado com o jogo sujo de Laimbeer, o já veterano Robert Parish perdeu a cabeça e socou o pivô do Pistons. (vídeo: best nba highlights)

Na primeira década do século XXI os rivais se enfrentaram duas vezes, nas temporadas 2001-02 e 2007-08, com desfecho favorável à equipe de Massachusetts em ambas oportunidades. No total, o Boston Celtics leva a melhor: eliminou o Detroit Pistons em cinco das oito vezes em que os rivais se cruzaram na pós-temporada.

Chicago Bulls

Um rival que está atravessado na garganta de todo torcedor do Chicago Bulls é o Boston Celtics. As franquias já se cruzaram na disputa de playoffs em quatro oportunidades (1981, 1986, 1987 e 2009) e o Bulls foi eliminado todas as vezes pelo time de Massachusetts. Ao todo foram 17 partidas disputadas em playoffs e apenas quatro vitórias de Chicago. O último confronto entre as franquias, ocorrido nos playoffs de 2009, e do qual Boston saiu novamente vitorioso (4 a 3), foi especialmente sofrido para os torcedores de Illinois: o jogo #1 foi vencido por Chicago (105 a 103) depois de uma prorrogação; no jogo #2, Boston venceu por apenas três pontos de diferença (118 a 115); Boston também venceu o jogo #3, desta vez com facilidade (107 a 86); no jogo #4, Chicago precisou de duas prorrogações para fazer 121 a 118, igualando a série em 2 a 2; por apenas dois pontos de diferença e depois de uma prorrogação, Boston venceu o jogo #5 (106 a 104); o jogo #6 foi eletrizante, com vitória de Chicago por 128 a 127 depois do que nada menos do que três prorrogações, levando a decisão da série para a sétima partida; com campanha muito superior a de Chicago na temporada regular, Boston teve o mando do jogo #7 e eliminou o rival com menos sofrimento do que nas partidas anteriores (109 a 99). Portanto, ao todo nesta série foram realizadas sete (!) prorrogações, um recorde na história da NBA.

Cleveland Cavaliers

Na primeira passagem de LeBron James pelo Cleveland Cavaliers a franquia conseguiu participar dos playoffs em cinco temporadas consecutivas, mas chegou somente a uma final. Quem impediu o Cavs de chegar à final por duas vezes, ambas na semifinal da Conferência Leste (2008 e 2010), foi o Boston Celtics de Kevin Garnett, Paul Pierce e Rajon Rondo. Aliás, das seis vezes em que as duas equipes se encontraram em playoffs, Cleveland levou a melhor somente em 1992, na semifinal da Conferência Leste (4 a 3), e em 2015, quando varreu a tradicional franquia de Massachusetts com direito a um jogo #4 com lances tão violentos que lembraram partidas de hóquei no gelo.

voltar ao topo da página ↑

As estatísticas mencionadas neste artigo foram obtidos no site Basketball Reference.
error: Se quiser utilizar este conteúdo por favor entre em contato.