Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

Finger roll, o arremesso ideal na bandeja para fugir dos bloqueios

Clyde Drexler era um especialista na execução do finger roll

Clyde Drexler era um especialista na execução do finger roll

A bandeja é uma das jogadas mais básicas no repertório de quem pretende praticar basquete profissionalmente. Tanto é que um dos primeiros fundamentos ensinados nas escolinhas é justamente a bandeja executada com o auxílio da tabela. Mas há um outro tipo de bandeja cuja execução é bem mais complexa e, quando bem praticada, extremamente eficiente para evitar o bloqueio dos adversários: a bandeja finalizada com um finger roll.

O que é o finger roll?

É um arremesso no qual o jogador segura a bola por baixo com apenas uma mão e faz um movimento para cima deixando-a correr pelos dedos para que faça uma parábola e caia na cesta. Um dos primeiros jogadores a se especializar nesse lance foi Wilt Chamberlain. Valendo-se de sua altura e envergadura privilegiadas o pivô praticamente soltava a bola dentro da cesta sem que seus marcadores pudessem fazer nada para evitar arremesso.

Finger roll para finalizar bandejas

No final dos anos 1960 jogadores que não tinham a altura como grande diferencial começaram a usar o finger roll em outro cenário bem diferente do utilizado por Chamberlain. Connie Hawkins, Julius Erving e George Gervin se aperfeiçoaram em usar o arremesso na finalização de bandejas com uma parábola acentuada para fugir dos bloqueios.

Gervin, ídolo do San Antonio Spurs, se notabilizou tanto na execução do finger roll que ganhou um segundo apelido. Ele já era conhecido como Iceman por sua frieza na definição das jogadas e passou a ser chamado também de Mr. Finger Roll.

A partir daí a jogada se popularizou bastante e passou a ser utilizada com certa frequência. Mas ao contrário da tradicional bandejinha com o auxílio da tabela que aprendemos quando ainda criança, finalizar uma bandeja com um finger roll para se livrar dos tocos é algo que requer muita técnica.

Ao mesmo tempo que a bola precisa subir o suficiente para não ser alcançada pelo marcador, obviamente também precisa cair dentro da cesta! O cálculo de força, velocidade e altura, tudo em movimento e em frações segundo, não é nada fácil.

Clyde Drexler, ala-armador que defendeu o Portland Trail Blazers (1983 a 1995) e o Houston Rockets (1995 a 1998), era um dos poucos capazes de executar um finger roll para fugir do tráfego com precisão.

Atualmente há vários jogadores com técnica suficiente para executar a jogada que passou a ser mais utilizada por quem atua no perímetro mas não tem receio de tentar a sorte dentro do garrafão de vez em quando. Nas finais de 2015, por exemplo, o “baixinho” Stephen Curry usou a técnica para evitar o bloqueio do pivozão Timofey Mozgov.

error: Se quiser utilizar este conteúdo por favor entre em contato.