Search
  • Informação de bandeja sobre a NBA
  • por Rodrigo Enge
Search Menu

Bucks vence Raptors no jogo 1 e quebra tabu que durava desde 1983

Giannis Antetokounmpo foi o cestinha do Bucks com 28 pontos (Imagem: Vaughn Ridley / Getty Images)

Giannis Antetokounmpo foi o cestinha do Bucks com 28 pontos (Imagem: Vaughn Ridley / Getty Images)

Nas semifinais dos playoffs de 1983 o Milwaukee Bucks varreu o Boston Celtics de Larry Bird. Ou seja, eliminou o adversário com 4 vitórias e nenhuma derrota. Desde então, a franquia do Wisconsin nunca mais havia conseguido vencer a primeira partida fora de casa nos playoffs. Foram nada menos do que 17 derrotas ao longo dos últimos 34 anos. Mas no jogo 1 da série contra o Toronto Raptors, ao derrotar seu adversário no Canadá por 97 a 83, o Bucks finalmente conseguiu derrubar esta escrita.

Maior pontuação de Giannis em playoffs

Esta é a segunda participação de Giannis Antetokounmpo em playoffs. A primeira foi em 2015, quando o grego tinha apenas 20 anos de idade e o Milwaukee Bucks foi eliminado pelo Chicago Bulls na 1ª rodada por 4 a 2.




Por isso, os 28 pontos que Giannis marcou representam sua maior pontuação em uma partida da pós-temporada, um recorde que deve cair nesta mesma edição dos playoffs. Atuando como ala-pivô, Giannis também pegou 8 rebotes, fez 3 assistências, 2 roubos de bola e um bloqueio.

Calouros do Bucks não se intimidaram

O técnico Jason Kidd escalou seu time titular com dois calouros: Malcolm Brogdon na armação e Thon Maker como pivô. Ambos lidaram muito bem com a pressão de jogar a primeira partida de playoffs de suas carreiras em território “inimigo”.

Brogdon, que concorre ao prêmio de melhor calouro da temporada, marcou 16 pontos (3P 4/6), pegou 6 rebotes, fez 2 assistências e 1 bloqueio. Maker ficou apenas 15 minutos em quadra, mas marcou 4 pontos, fez 3 bloqueios e pegou 3 rebotes.

Monroe também estreou em playoffs

Apesar de já estar na NBA há sete temporadas, Greg Monroe nunca havia disputado uma partida sequer de playoffs. E a estreia do pivô foi melhor do que a encomenda, com 15 pontos e 15 rebotes em apenas 25 minutos de quadra.

Aliás, Monroe parece ter finalmente se encaixado no elenco do Bucks, aceitado a reserva e desempenhado o papel que Kidd espera dele.

Raptors manteve tabu

Enquanto o Bucks quebrava o seu tabu, o time canadense seguia a sina de estrear perdendo nos playoffs. Em todas as nove edições dos playoffs das quais já participou, o Toronto Raptors sempre perdeu a primeira partida, seja como mandante ou visitante.

Graças à ótima defesa do Bucks, o Raptors só conseguiu marcar 32 pontos em toda a 2ª metade da partida, convertendo míseros 7 arremessos dos 35 que tentou durante o 3º e o 4º períodos (FG 20%).

DeMar DeRozan, com 27 pontos, e Serge Ibaka com 19 foram os principais pontuadores do Raptors. O time teve a volta de Kyle Lowry, após uma cirurgia no punho, mas o armador está se recuperando de uma gripe e fez péssima partida, com apenas 4 pontos (FG 2/11), 6 assistências, 2 rebotes, e 1 roubo de bola.

E um dos dois arremessos que Lowry converteu só caiu com uma boa dose de sorte.

O jogo 2 será disputado na terça-feira (18/4), também em Toronto, com transmissão ao vivo do SporTV a partir das 20h.

Milwaukee Bucks 1 x 0 Toronto Raptors

error: Se quiser utilizar este conteúdo por favor entre em contato.